Buscar
  • Comunicação CDL Itaúna

Confira as principais competências de um empreendedor de sucesso



Empreender é produzir novas ideias, e exige muita criatividade e imaginação. Por outro lado, começar do zero um empreendimento pode ser muito difícil, por isso é importante estar cercado de pessoas que possam ensinar e ajudar. É como um atalho em uma corrida.


“Para o empreendedor, mais importante do que falar é perguntar. É necessário saber escutar. É escutando que se aprende. Nós precisamos ser como uma esponja para absorver todo o conhecimento que se passa ao nosso entorno”, afirmou Henrique Marcos Brazil Bilbao, consultor empresarial da B&S Consultoria e Serviços, em participação no podcast “Fala, Especialista”, do Sebrae Santa Catarina.


Porém, esta é apenas uma das atitudes necessárias para o empreendedor superar os desafios que irão surgir. São várias as competências comportamentais e sentimentais necessárias para um bom empreendimento. Segundo Henrique, a necessidade de estar antenado apenas cresceu nos últimos anos devido ao impacto da pandemia. Neste período, muitas pessoas foram forçadas a começar algum empreendimento sem o planejamento ideal e, por vezes, sem muita experiência no ramo.


Bilbao aponta três fatores para o empreendedor obter sucesso na pandemia, no curto prazo: capacidade de se adaptar à nova realidade, capacidade de conseguir equilibrar regime remoto e as relações pessoais, e a capacidade de dar velocidade às coisas que precisam de velocidade. “Eu não acredito que exista ou que algum dia vá existir um novo normal. O que existe é uma nova realidade e as adaptações que precisamos fazer para nos encaixarmos nela”, opina o consultor empresarial.


Confira as principais competências para o empreendedor ter um negócio de sucesso, na visão de Henrique Bilbao:


Paixão

“O principal comportamento que um empreendedor deve ter não é um comportamento, é um sentimento: a paixão”, afirma Bilbao. Para ele, é preciso estar apaixonado pelo que se está fazendo.


Disciplina

“Pra mim, a principal marca para a pessoa é ter disciplina. A gente fala sempre em planejamento que sirva como uma bússola”, aponta o consultor. Segundo ele, durante a jornada vão aparecer situações inesperadas, e é preciso disciplina para se manter nos eixos e seguir o plano principal.


Paciência

Para o especialista, o maior inimigo do povo brasileiro é a ansiedade. É preciso paciência para saber que as coisas têm seu tempo para acontecer. Precisamos respeitar e esperar que esse tempo chegue. “Eu gosto de fazer analogia com o milho: ele é plantado semente e demora um tempo para crescer e chegar ao ponto que consumimos. Esse tempo é preciso também nos nossos negócios”, aponta Henrique.


Trabalho e vida pessoal são a mesma coisa

“Antigamente se falava que era preciso separar a vida profissional da vida pessoal. Hoje em dia, o mundo provou que a vida é uma coisa só. Em todas as atividades, seja de lazer, seja de trabalho, seja social, a atividade pode ser desenvolvida se a gente usar as competências empreendedoras para melhorar as relações nessas atividades”, garante Bilbao.


Segundo o consultor, a vida empreendedora começa muito novo, ainda dentro de casa nas divisões de tarefas para fazer funcionar de uma maneira melhor e mais fácil para todos, ou seja, você está empreendendo antes de saber o que é empreender.


Adaptabilidade

O mundo está mudando muito rapidamente devido aos avanços tecnológicos, sempre existem novidades em algum setor que, de alguma forma, podem ajudar você e sua empresa. Seguir aprendendo é importante para não ficar para trás da concorrência. “É preciso aprender, e quem assim como eu tem mais de 40 anos também precisa se reinventar para conseguir acompanhar as mudanças tecnológicas. É preciso saber usar a tecnologia a nosso favor para garantir o nosso sucesso”, explica o especialista.


União

Juntar conhecimento de várias pessoas, mesmo que em pequenas quantidades, é a melhor maneira para encontrar soluções complicadas, que por vezes não aparecerem se não houver esta união. “Uma frase famosa que gostamos muito na nossa empresa é: sozinhos vamos mais rápido, mas juntos vamos mais longe. É com este pensamento que as organizações vão prosperar e se manter no mercado”, garante o especialista.


Henrique finalizou a participação no podcast deixando um recado para quem está começando: “acredito que o caminho é o mais importante, é onde realmente aprendemos. O resultado final é apenas uma consequência”.


FONTE: Varejo SA

3 visualizações0 comentário