Buscar
  • Comunicação CDL Itaúna

Conheça os 12 produtos mais vendidos na internet em 2022



Você conhece os produtos mais vendidos na internet? Entender o que mais vende online é importante tanto para quem está começando seu empreendimento digital quanto para os lojistas que querem expandir os seus negócios e lançar novos produtos.


Em 2021, o e-commerce brasileiro registrou um faturamento recorde de R$ 161 bilhões, um aumento de 26,9% em relação ao ano anterior, segundo um estudo da Neotrust. O número de pedidos também cresceu 16,9%, totalizando 353 milhões de compras online.

Esses dados refletem o crescimento exponencial do comércio eletrônico, que tem sido impulsionado desde o início da pandemia.


Os hábitos de compra dos consumidores se digitalizaram, e eles não abrem mais mão da facilidade das compras online. Portanto, se você quer aproveitar o cenário de alta do mercado e ter sucesso com o seu e-commerce, esse é o momento certo.


Para te ajudar nessa jornada, listamos, neste artigo, os produtos mais vendidos na internet, para você ficar por dentro das tendências do mercado. Não perca!





De acordo com a 45ª edição do Webshoppers, relatório desenvolvido pela NielsenIQ Ebit, as categorias de produtos mais vendidos na internet em 2021 foram:

  1. Casa e Decoração (14%)

  2. Perfumaria e Cosméticos (12%)

  3. Moda e Acessórios (11%)

  4. Eletrodomésticos (10%)

  5. Alimentos e Bebidas (7%)

  6. Esporte e Lazer (7%)

  7. Saúde (6%)

  8. Telefonia (5%)

  9. Bebês e Cia (4%)

  10. Informática (4%)

  11. Eletrônicos (3%)

  12. Construção e Ferramentas (2%)

Para ter uma visão mais completa desse panorama, conheça a seguir as particularidades de cada segmento.


1. Casa e Decoração

Casa e Decoração é a categoria de produtos mais vendidos online, incluindo itens como móveis (cama, armário, guarda-roupa, mesa, sofá, cadeira etc) e artigos de utilidades domésticas (jogo de cama e itens de decoração, por exemplo).


Uma tendência que tem contribuído para o destaque desse segmento são os DIY's (do it yourself ou faça você mesmo, em português) para organizar e decorar o lar — muito presentes em redes sociais como Pinterest e YouTube.


Também vale ressaltar que essa é a categoria que gerou o terceiro maior faturamento no e-commerce em 2021, sendo responsável por 11% da receita do varejo online.


2. Perfumaria e Cosméticos

A preocupação com os cuidados pessoais tem levado os clientes a buscarem as melhores ofertas de produtos de beleza online. Entram nessa lista maquiagens, shampoos, itens de skincare, secadores de cabelo, perfumes, hidratantes e tinturas, por exemplo.


Os nichos de mercado são inúmeros nessa categoria, com a venda de cosméticos especializados para diferentes necessidades, como cabelos cacheados, fórmulas veganas e produtos hipoalergênicos.


3. Moda e Acessórios

Considerado um dos segmentos mais fortes no mercado brasileiro, o varejo de moda é marcado pela venda de roupas, calçados, bolsas e outros acessórios.


Para proporcionar uma melhor experiência de compra para os consumidores, os e-commerces do setor têm apostado em recursos como provador virtual, fotos de qualidade, descrições detalhadas e políticas de trocas e devoluções facilitadas.


Passo a passo de como vender roupas pela internet


4. Eletrodomésticos

Além de ser a quarta categoria de produtos que mais vendem na internet, o setor de Eletrodomésticos deteve o maior faturamento do e-commerce em 2021, com 21% de participação.


Estão incluídas no segmento aparelhos voltados para as atividades domésticas, como máquina de lavar roupas, fogão, geladeira, aspirador de pó, liquidificador, ventilador e microondas.


5. Alimentos e Bebidas

A categoria de Alimentos e Bebidas foi um grande destaque de 2021, registrando um crescimento no número de vendas de 107% em relação ao ano anterior.


Nesse segmento, entram produtos como vinho, cerveja, café, complementos alimentares, doces e leite, mostrando como o hábito de fazer compras de mercado online se consolidou dentre os consumidores brasileiros.


Por outro lado, como essas mercadorias costumam apresentar um menor ticket médio, a sua contribuição para o faturamento total do e-commerce é reduzida, compondo apenas 2%.


6. Esporte e Lazer

Os artigos de Esporte e Lazer têm ganhado bastante relevância, principalmente após a pandemia, quando as pessoas buscaram realizar mais atividades físicas ao ar livre para manter a saúde.


Dessa forma, cresceu a procura por produtos como suplementos, bicicletas, aparelhos de musculação e roupas e calçados esportivos.


7. Saúde

O cenário de pandemia também impulsionou a busca dos consumidores por produtos de Saúde — remédios, máscaras, álcool em gel, sabonete e acessórios hospitalares, por exemplo. Isso se refletiu diretamente nas vendas da categoria no e-commerce.


8. Telefonia

Os smartphones já são utilizados para praticamente todas as atividades do dia a dia dos consumidores. Com isso, não é de se surpreender que há um alto volume de vendas online de aparelhos de celulares e acessórios, como películas, carregadores, capinhas e baterias.


O segmento também teve o segundo maior faturamento do ano no varejo digital (20%), de acordo com o estudo da NielsenIQ Ebit. Afinal, tratam-se de produtos de alto ticket médio.


9. Bebês e Cia

Outra categoria de produtos mais vendidos na internet é a de Bebês e Cia, que inclui artigos para os pequenos (fraldas, conjuntos, lenços umedecidos, cadeiras para automóveis, berços e carrinhos, por exemplo).


10. Informática

Notebooks, monitores, mouses, teclados, HDs, impressoras, tablets… Os produtos de informática também apresentam alta procura no e-commerce brasileiro, ainda mais com o crescimento da prática de home office nas empresas e a digitalização dos hábitos da população.


11. Eletrônicos

Assim como os produtos de Telefonia e Informática, os Eletrônicos também apresentam alto volume de vendas e faturamento no e-commerce. Estão incluídos na categoria TVs, fones de ouvido, sons portáteis, alto-falantes e acessórios para áudio e vídeo.


12. Construção e Ferramentas

Por fim, também entram na lista de produtos mais vendidos na internet os artigos de Construção e Ferramentas, como furadeira, parafusadeira, caixa de ferramentas, serra elétrica e utensílios para jardinagem.


Levando em consideração a tendência de DIY — que já mencionamos —, esses aparelhos também têm sido bastante buscados pelos consumidores que desejam colocar a mão na massa.




Fonte: pagar.me

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo