Buscar
  • Comunicação CDL Itaúna

Faturamento do comércio eletrônico sobe 11,2% em fevereiro

Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação representaram 42,7% das vendas



O volume de vendas realizadas pela internet cresceu 15,52% em fevereiro de 2022 em relação ao mesmo mês do ano passado. O faturamento do setor, por sua vez, expandiu 11,2%. Os dados, adiantados ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), são do índice MCC-ENET, desenvolvido pela Neotrust Movimento Compre & Confie, em parceria com o Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital (camara-e.net).


“O faturamento online cresceu no mês, comparado ao mesmo período do ano passado, 11,20%, o que é coerente com a expectativa de termos um crescimento para 2022 de 10 a 15% do volume faturado”, afirma Gastão Mattos, responsável pela Divisão de Varejo Online da camara-e.net.


Se comparado com o mês imediatamente anterior, janeiro, o faturamento do setor teve variação negativa de 17,14%. Em contrapartida, o acumulado dos últimos 12 meses, segue em alta de 22,27%.


Janeiro

Em janeiro, o e-commerce representou 13,3% do comércio varejista restrito (que não contabiliza veículos, peças e materiais de construção). No acumulado dos últimos 12 meses, a participação do e-commerce no comércio varejista corresponde a 12,3%.


No mês em questão, a composição de compras realizadas pela internet, por segmento, mostrou equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação com 42,7% das vendas; móveis e eletrodomésticos com 28,5%; e tecidos, vestuário e calçados, com 10,4%.


Na sequência, artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos representaram 7,1%; outros artigos de usos pessoal e doméstico, 5,5%); hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, 3,9%); e, por último, livros, jornais, revistas e papelaria, com 1,9%.


Os índices mensais vêm da comparação dos dados do último mês vigente em relação ao período base (média de 2017). Para compor o índice, a Neotrust Compre & Confie coleta 100% de todas as vendas reais de grande parte do mercado de e-commerce brasileiro, utilizando adicionalmente processos estatísticos para composição das informações do mercado total do comércio eletrônico brasileiro.


Também são utilizadas informações dos indicadores econômicos nacionais do IBGE, IPEA e FGV. Não estão contabilizados no MCC-ENET dados dos sites MercadoLivre, OLX e Webmotors, além do setor de viagens e turismo, anúncios e aplicativos de transportes e alimentação, pois ainda não são monitorados pela Neotrust Movimento Compre & Confie.


FONTE: Varejo SA

15 visualizações0 comentário