Buscar
  • Comunicação CDL Itaúna

Itaúna retorna para Onda Vermelha no programa Minas Consciente

Macrorregiões Centro, Centro-Sul, Leste, Leste do Sul, Oeste e Vale do Aço avançam para onda vermelha, decreto municipal sanciona lei para abertura do comércio para data de amanhã (23/04)

A partir de amanhã (23/4), 13 das 14 macrorregiões de Saúde do Estado estarão na onda vermelha do plano Minas Consciente. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (22/4) durante reunião do Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que se reúne semanalmente para avaliar a situação da pandemia no estado. Prefeitura de Itaúna divulgou novo decreto (CLIQUE AQUI).


Nesta fase do Minas Consciente, é permitido o funcionamento de serviços não essenciais, como o comércio, os atrativos culturais, naturais, hotéis, atividades esportivas e eventos, desde que cumpram algumas regras, como distanciamento e limitação máxima de pessoas.





O grupo decidiu pelo avanço para a onda vermelha das macrorregiões Centro, Centro-Sul, Leste, Leste do Sul, Oeste e Vale do Aço. Assim, permanecerá por mais uma semana na onda roxa - com funcionamento apenas dos serviços essenciais - somente a macrorregião Nordeste, que está com 99% de ocupação da UTI exclusivo covid. Desde sábado (17/4), sete das 14 macrorregiões do Estado já haviam progredido para a onda vermelha.


O governador Romeu Zema pontuou a necessidade de a população manter os cuidados para evitar a propagação do vírus. “Temos que analisar os resultados técnicos. Entendemos que podemos avançar para a onda vermelha em quase todo o estado, mas é fundamental compreender que a pandemia continua, que todos os cuidados como uso de máscara e higienização das mãos- são necessários, e que só a vacinação é a solução definitiva”, destacou.


O presidente da CDL Itaúna, vice presidente da ACE Itaúna e vice presidente Centro Oeste da FCDL, Mauricio Nazaré, comentou sobre o enquadramento de Itaúna na Onda Vermelha. "Finalizamos reunião hoje e após estudos, demostrando que o comércio e serviços que estão fechados, não são quem pressiona o sistema de saúde pública de nossa cidade, assim como de outros municípios. Importante cada vez mais nos mantermos firmes nos protocolos de segurança, a fim de apoiar na prevenção a Covid-19", destacou.

162 visualizações0 comentário