Buscar
  • Comunicação CDL Itaúna

Macrorregião Noroeste retorna à onda verde do plano Minas Consciente após aumento de casos


A macrorregião de Saúde Noroeste vai retornar à onda verde do plano Minas Consciente, criado pelo Governo de Minas para promover a retomada econômica gradual e coordenada nas cidades mineiras durante a pandemia do coronavírus. A recomendação é a de que as 33 cidades da localidade abram somente serviços considerados essenciais, como supermercados, padarias e farmácias.


A decisão foi tomada em reunião do Comitê Extraordinário Covid-19, na quarta-feira (3/6), em função do aumento do número de casos e da baixa capacidade assistencial da rede hospitalar. As outras 13 macrorregiões de Saúde mineiras serão mantidas nas ondas determinadas durante os últimos encontros do grupo técnico, mas serão acompanhadas diariamente para avaliação das taxas de contaminação e internação.

O governador pediu cautela à população e reforçou a importância de manter os cuidados de higienização e proteção individual.


“O número de casos tem aumentado e Minas Gerais não pode ceder. Nós, até o momento, temos lutado com muita eficiência. Eu peço aos mineiros que façam o que for possível para continuar assim, porque a batalha será longa. Nós só vamos vencer essa guerra daqui alguns meses. Peço que aqueles que podem ficar em casa, fiquem. E os que não podem, que tomem as medidas de distanciamento e higienização necessárias. Minas tem sido destaque no Brasil até o momento, mas não podemos baixar a guarda. Temos que continuar essa luta contra o vírus, porque ele é invisível e imprevisível. Esse aumento de casos nos últimos dias sinaliza que temos que ter cuidado redobrado. Conto com a ajuda de todos”, disse.


Adesão


Apesar do alerta, Romeu Zema disse que não há motivo para pânico e que a situação ainda está sob controle no estado.


“Até o momento, Minas Gerais tem combatido o coronavírus de forma adequada. Somos o segundo estado do Brasil com a menor taxa de óbitos por 100 mil habitantes, atrás apenas do Mato Grosso do Sul. Isso é fruto de uma série de ações que temos feito. A grande maioria dos prefeitos tomou essa guerra como uma bandeira”, afirmou.





Até o dia 3 de junho, 109 prefeituras já tinham oficializado a adesão ao Minas Consciente, abrangendo mais de 2,8 milhões de habitantes (clique aqui para ver a relação das cidades).



FONTE: FCDL MG

13 visualizações
Acompanhe nossas Redes Sociais:
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube