top of page

Melhores datas para se vender segundo o Google



Os brasileiros estão otimistas, e isso pode resultar em oportunidades de negócios para o Varejo. Segundo a pesquisa Global Advisor Predictions 2023, divulgada pela Ipsos em dezembro do ano passado, 85% da população acredita que 2023 será melhor do que 2022 e 80% dos brasileiros têm a intenção de fazer algumas coisas para eles mesmos ou para outras pessoas neste ano.


“Isso mostra que, mesmo em um cenário socioeconômico desafiador, as pessoas não estão esvaziadas de desejos. Elas continuam querendo comprar para si e presentear os outros, mas estão mais conscientes sobre seu orçamento e em busca de melhores escolhas”, explica Maria Clara Fleury, Group Product Marketing Manager – Consumer Apps & Insights LATAM da Google.


O estudo é realizado anualmente e mapeia o humor dos consumidores e o seu impacto no mercado e o marketing. Nesta edição, a Ipsos ouviu mais de 24 mil pessoas em 36 países, entre eles, o Brasil.


O Think With Google separou datas e estratégias para a sua empresa melhorar o planejamento e as vendas, com base nas principais tendências de comportamento do consumidor apontadas por diferentes levantamentos e pelos resultados do Google Trends.


“(Hoje), é ainda mais importante que as marcas se mostrem presentes para o consumidor no momento certo e com uma mensagem oportuna”, ensina a especialista.


Confira dicas para criar estratégias mais certeiras nas datas comemorativas e comerciais:


Páscoa

Apesar da Páscoa deste ano já ter ocorrido, é válido conferir as dicas do Google. De acordo com a gigante de tecnologia, a data gera um tráfego enorme nas buscas e no YouTube, procurando saber sobre o dia do feriado, ovos de chocolate e entender o significado de alguns símbolos da festividade.


“No ano passado, por exemplo, o interesse pelo tema começou a subir quase um mês antes da data. E, em tempos de bolso apertado, as perguntas feitas pelas pessoas refletem a necessidade de economizar: ‘qual o melhor chocolate para fazer ovos de Páscoa’, por exemplo, teve um aumento de interesse de busca de 300% em 2022”, conta Maria Clara Fleury.


Dia das Mães

“Qual o melhor presente para o Dia das Mães” é uma das perguntas mais realizadas no buscador da Google no período da comemoração comercial. No último ano, as buscas por “ideias de presente de Dia das Mães” teve um aumento de mais de 300%; e por “lembrancinha dia das mães”, +110% (comparado a 2021).


“Essa indecisão sobre o que adquirir pode ser uma oportunidade para a sua marca. A dica aqui é se posicionar durante toda a jornada de compra, não só com informações claras sobre os produtos, disponibilidade e ofertas, mas também com conteúdo inspiracional que possa despertar o interesse enquanto as pessoas procuram por opções”, ensina a especialista em Marketing.


Mês do Orgulho LGBTQIAPN+

Nos últimos 12 meses, o Brasil ocupou o 5º lugar entre os países que mais buscaram pelo termo “LGBTQIAPN+”, comportamento em ascensão nos últimos 18 anos. “O que é demissexual” foi uma das perguntas mais buscadas no Brasil em 2022. Além disso, nas pesquisas relacionadas a gênero e sexualidade, caiu o uso de termos ofensivos e preconceituosos e aumentou as buscas com palavras adequadas. Portanto, planejar ações para junho, no qual se comemora o Orgulho LGBTQIAPN+, pode ser uma boa forma de se aproximar dos consumidores.


“Cada vez mais, são assuntos presentes no dia a dia das pessoas, que estão mais abertas para entender e respeitar as diferenças. Tratar esses temas como tabu, portanto, pode te afastar de uma parte significativa dos consumidores. Vale ainda ressaltar que o compromisso da sua marca com diversidade e inclusão nunca deve se limitar a uma data ou período específico — essa responsabilidade precisa ser constante e deve se refletir em suas ações internas e externas, para que sua comunicação seja realmente efetiva e não soe oportunista”, avalia Fleury.


Dia dos Namorados

Aqui, as pesquisas registram uma mudança comportamental na sociedade brasileira.


Desde 2021, as buscas por “Dia dos Namorados” têm diminuído, enquanto, o termo “não monogâmico” teve uma alta de mais de 250% nos últimos cinco anos. Além disso, no ano passado, as pesquisas por “presente dia dos namorados” foram bem maiores que por “jantar dia dos namorados”.


“Nesta data, tenha em mente que novos formatos de relação estão ganhando espaço e o humor pode ser uma chave importante para conversar com casais — e também com os solteiros. Em 2022, por exemplo, bombou o meme ‘eu segurando o presente que ganhei no Dia dos Namorados’ com uma mão vazia, e o interesse de busca por essa frase cresceu mais de 4.400%”, relata a gerente do Google.


Férias escolares

Em 2022, o interesse por “férias escolares” no mês de junho foi o maior desde 2005. Já o Waze no Brasil registrou que para 46% dos seus usuários “férias verdadeiras” sempre incluem uma viagem. Ainda segundo outros estudos da Google, 72% das pessoas globalmente concordam que fariam qualquer plano de férias se ele se encaixasse no seu orçamento.


Apesar da predisposição, com a economia ainda em recuperação, o orçamento dos brasileiros está curto. “Preço, comodidade, facilidade na troca de produtos (passagens, hospedagem etc.) e programas de fidelidade são determinantes para os consumidores brasileiros que, em média, planejam suas viagens com 1 a 6 meses de antecedência.


Esse período abre, portanto, uma oportunidade para se destacar. Informe-os estrategicamente sobre a disponibilidade de produtos, diferenciais de compra e ofertas”, alerta a Group Product Marketing Manager.


Outubro

Mês em quem se comemora o Dia das Crianças, Dia dos Professores e Dia de Nossa Senhora Aparecida, Outubro cria oportunidades para o aumento do consumo e as viagens em família. Para ter uma ideia, no ano passado, o interesse por “presente de Dia das Crianças” alcançou o maior patamar desde 2004; e por “bebê reborn” teve aumento de mais de 300%. Ainda, o 12 de outubro está entre os top 10 dias mais movimentados entre os usuários do Waze no Brasil.


“Assim como no Dia das Mães, as buscas acontecem com certa antecedência, mas chegam ao pico mais perto da comemoração: no ano passado, por exemplo, o interesse por “brinquedo” começou a subir ainda em setembro para atingir o ápice na semana do 12 de outubro”, conta Maria Clara.


Halloween

“Nos últimos tempos, o Halloween, típica festa norte-americana, ganhou mais adeptos no Brasil, o que se refletiu nas buscas pelo termo, especialmente a partir de 2021. Vale ainda observar que a data mantém aqui a identificação com a comemoração dos

Estados Unidos, já que o interesse de busca por ‘halloween’ é significativamente maior do que o interesse de busca por ‘Dia das Bruxas’”, conta a especialista em Marketing.


Nas plataformas de buscas, os brasileiros procuram por inspirações para fantasias, dicas de decoração e o significado do evento. Além disso, aumentam as pesquisas sobre personagens e filmes de terror icônicos, como “Freddy Krueger” (mais de 100%) e “O massacre da serra elétrica” (mais de 200%).


Black Friday

Segundo levantamento realizado pela Google e a Ipsos, 3 em cada 4 brasileiros pretendiam, em 2022, começar a jornada de compra um mês antes da Black Friday. Já a Offerwise identificou que, na data comercial, 85% dos brasileiros estão comprando de forma mais intencional.


“As pessoas estão comprando de forma mais intencional e, para isso, começam suas pesquisas mais cedo. Sua estratégia para a temporada de descontos deve levar isso em consideração e, para se destacar no meio de tantas opções, é importante criar campanhas cada vez mais intuitivas, visuais e engajadoras”, acrescenta Maria Clara Fleury.


Outro ponto relevante é as mudanças na maneira como as pessoas compram, resultado das incertezas da economia associadas à intensa digitalização. Se antes da pandemia, as buscas por ‘produtos baratos’ eram 53% maiores do que as por ‘produtos melhores’, no ano passado, as pesquisas por ‘melhor’ superaram as por ‘barato’ em 27.


FONTE: AVREJO S.A

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page