top of page

Parcelado sem juros ganha apoio de entidades e ultrapassa 300 mil assinaturas


Campanha também ganha força no Congresso nacional


Três importantes entidades nacionais se juntaram ao movimento Parcelo, Sim!, movimento apartidário que defende a permanência dos pagamentos parcelados sem juros no cartão de crédito. As entidades são a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), a Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro) e a Associação Brasileira da Indústria do Chocolate, Amendoim e Balas (ABICAB).


Agora já são 24 entidades apoiando a iniciativa e o movimento também celebra a marca de 300 mil assinaturas a favor do manifesto. A luta é para que as compras no cartão de crédito continuem como funciona atualmente.


Para Alfredo Cotait Neto, presidente da CACB, “Restringir o parcelamento sem juros seria uma medida perversa, que prejudicaria toda a sociedade. O parcelado é, na verdade, uma ferramenta de sustentação, principalmente, dos pequenos comerciantes”.

A defesa da manutenção dos pagamentos parcelados sem juros também avança no Congresso. Nas últimas duas semanas, líderes de importantes frentes parlamentares aderiram à campanha. São eles: deputado Pedro Lupion (PP-PR) da Frente do Agronegócio; deputado Domingos Sávio (PL-MG) e senador Efraim Filho (União-PB), da Frente do Comércio e Serviços; e deputado Joaquim Passarinho (PL-PA), do Empreendedorismo.


O movimento também recebeu apoio da presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, da bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara e do deputado Alencar Santana (PT-SP), que é vice-líder do governo na Câmara e autor do projeto de lei do Programa Desenrola.

Fonte: Portal R7
9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page