Buscar
  • Comunicação CDL Itaúna

Pesquisa da Globo aponta tendências de consumo para o Natal




Após um longo período de distanciamento social, o Natal chega carregado de emoção e com um clima ainda mais intenso de busca por união e afeto. Para muitos, o momento será marcado pela esperança de reencontros com amigos e familiares e, com isso, a retomada de celebrações presenciais – impulsionada pelo avanço na vacinação – influencia diretamente as expectativas de consumo para a data, tanto no setor de alimentos e bebidas, como em vários outros que estão no foco para a troca de presentes. Para entender o comportamento dos brasileiros e o que esperam para a celebração, a Globo ouviu, durante o mês de novembro, uma amostra de 1700 pessoas, acima de 18 anos, das classes A, B, C e D, de todas as regiões do país. As informações obtidas resultaram na pesquisa ‘Natal 2021 – Intenções para a data’, que traz uma análise sobre o cenário para este ano.


Confira infográfico com os dados da pesquisa.


A tradição do Natal se mantém forte para 2021. Mais de 90% dos entrevistados afirmaram que costumam celebrar a data e, este ano, 81% da população diz que passou a valorizar ainda mais os momentos com família e amigos. Um dos fatores que impulsiona o otimismo por parte dos brasileiros é o avanço da vacinação que, consequentemente, abre espaço para uma confiança maior no retorno de comemorações presenciais. Ampliar o contato no momento das celebrações e realizar reuniões com amigos e parentes está entre as grandes pretensões, com 78% e 72% das intenções para a data, respectivamente. Ligações por videoconferência, que no ano passado estavam presentes na comemoração de 30% das pessoas, caíram para 26%.


Mesmo em vista de um cenário econômico instável, com juros e inflação em alta, os dados da pesquisa apontam que, ainda assim, 58% dos consumidores pretendem realizar uma ceia mais caprichada para este ano – trata-se de aumento de 5% em relação ao ano passado. As comidas típicas são preferência para 60% dos consumidores, sendo que chester, peru e pernil estão entre os destaques, com 61%, 57% e 49%, respectivamente. Entre as sobremesas mais apreciadas aparecem o pudim de leite condensado, com 60%, e bolo de chocolate, com 40%. O setor de bebidas também faz parte da celebração dos brasileiros, e os refrigerantes são destaque no recorte de não alcóolicos, com 76%. A cerveja encabeça a lista de bebidas alcóolicas, com 48% – sendo que, as cervejas premium são a preferência de 38% dos consumidores de classe A -, e em seguida, com 45%, aparecem espumantes e vinhos.


A troca de presentes este ano também terá um significado ainda mais especial. 72% dos consumidores diz ter o desejo de tratar as pessoas com carinho, muito por conta do ano difícil que muitos viveram. Mais de 40% pretendem presentear amigos e familiares neste Natal, e 72% dizem que vão manter ou aumentar o valor gasto com presentes este ano. A intenção de compra tem destaque para os setores de vestuário e beleza: roupas, perfumes e calçados aparecem com 54%, 39% e 33%, respectivamente. Chocolates e brinquedos também estão no topo da preferência dos consumidores, com 39% e 35%. Entre os fatores que influenciam a escolha de presentes, aparecem dicas e recomendações de pessoas próximas, além do papel importante da publicidade. Anúncios e dicas de apresentadores de TV foram apontados por 34% dos consumidores.


A TV, inclusive, foi apontada como um recurso que ajuda na preparação para a festa. 60% das pessoas afirmam ter o costume de assistir a programas ou filmes que falem sobre o Natal nesta época. Já na data, 26% indicou a pretensão em assistir programas de televisão e, destes, 54% afirmam que vão assistir a Globo.


O estudo ainda indica que o consumidor está mais planejado para as compras deste ano, e pretende antecipá-las. Quando comparado com o ano anterior, o número de pessoas que deixou para realizar as compras de Natal na última hora caiu da 20% para 9%.


FONTE: Varejo SA

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo